sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Músicas de Natal para tocar na Flauta





O Menino está dormindo
 
 

O menino está dormindo
Nas palhinhas, despidinho, (bis)
Os anjos Lhe 'stão cantando
Por amor tão pobrezinho.

O menino está dormindo
Nos braços da Virgem pura.
Os anjos Lhe 'stão cantando:
«Hossana lá nas alturas».

O menino está dormindo
Nos braços de São José,
Os anjos Lhe 'stão cantando:
«Gloria tibi domine».

O menino está dormindo
Um sono de amor profundo
Os anjos Lhe 'stão cantando:
«Viva o salvador do mundo»!




Natal Africano
 
 
 
 
 

Logo que nasceu
Jesus acampou
E à luz das estrelas
Uma voz soou
Uaaa... Uaaa...

Maria a Senhora
Logo o embalou
E à luz das estrelas
Uma voz soou
Uaaa... Uaaa...
 
 
 
 
 
Toca o Sino
 
 
 
 
Toca o sino, pequenino,
sino de Belém
Já nasceu o Deus Menino,
para nosso bem. (2x)

Venham pastorinhos
Venham a Belém
Vamos ver Maria
E Jesus também.

Vamos minha gente,
vamos a Belém
Pois já veio ao mundo
Jesus, nosso bem.

 


  
 
 
Nota: Estes vídeos tem como principal finalidade orientar para o estudo das músicas na flauta e dar a conhecer o ritmo para ser cantada.
Há várias versões destas músicas esta é apenas uma sugestão de versão.
 
(d.p. 23-11-2012) Cármen Reis.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Tema: S. Martinho (Teatro da Maria Castanha)


Teatro da História da Maria Castanha

 

Narrador 1: O céu estava cinzento e quase nunca aparecia o sol, mas enquanto não chovia os meninos iam brincar para o jardim.
Um jardim muito grande e bonito, com uma grade pintada de verde toda em volta, de modo que não havia perigo de os automóveis entrarem e atropelaremos meninos que corriam e brincavam à vontade, de muitas maneiras: uns andavam nos baloiços e nos escorregas, outros deitavam pão aos patos do lago, outros metiam os pés por entre as folhas secas e faziam-nas estalar – crac,crac – debaixo das botas, outros corriam de braços abertos atrás dos pombos, que se levantavam e fugiam, também de asas abertas.
(Os figurantes fazem os gestos durante a descrição)
Narrador 2: Era bom ir ao jardim. E mesmo sem haver sol, os meninos sentiam os pés quentinhos e ficavam com as bochechas encarnadas de tanto correr e saltar…
…Uma vez apareceu no jardim uma menina diferente: não tinha bochechas encarnadas, mas uma carinha redonda, castanha, com dois grandes olhos escuros e brilhantes.

 
Criança A- Como te chamas?
Maria Castanha- Maria. Às vezes chamam-me Maria Castanha .
Criança B- Que engraçado, Maria Castanha! …Queres brincar?
Maria Castanha – Quero!
 
Narrador 2: Foram brincar ao jogo do apanha… a  Maria Castanha corria mais do que todos.

Maria Castanha- Quem me apanha?... Ninguém me apanha!
Criança C- Ninguém apanha a Maria Castanha! (Chateado e cansado de correr atrás dela).
 
Narrador 2: Ela corria tanto... Corria tanto que nem viu o carrinho do vendedor de castanhas que estava à porta do jardim, e foi de encontro a ele.
Pimba! O saco das castanhas caiu e espalhou-as todas pelo chão.
A Maria Castanha caiu também e ficou sentada no meio das castanhas.
 
Vendedor de castanhas - Ah. Minha atrevida! ( gritou zangado)
Crianças todas- Foi sem querer… (explicaram os outros, que acabam de chegar atrás dela).
Maria Castanha- Eu ajudo a apanhar tudo… ( de joelhos a apanhar as castanhas caídas).
Narrador 2: E os outros ajudaram também…(aguardar que apanhem as castanhas) …Pronto! Ficaram as castanhas apanhadas num instante.
 
Vendedor de castanhas - onde estão os teus pais?
Maria Castanha- Foram à procura de emprego.
Vendedor de castanhas - E tu?
Maria Castanha- Vinha à procura de amigos.
Crianças todas - Já encontraste: nós somos teus amigos!
Vendedor de castanhas – E eu também sou.
 
Narrador 2: E pôs as mãos nos cabelos da Maria Castanha, que eram frisados e fofinhos como a lã dos carneirinhos novos.
 
Vendedor de castanhas - Quando os amigos se encontram é costume fazer uma festa. Vamos fazer uma festa de castanhas… Gostam de castanhas?
Crianças todas -   Gostamos! Gostamos! – gritaram os meninos.
Maria Castanha-   Não sei. Nunca comi castanhas, na minha terra não há .
Vendedor de castanhas - Pois vais saber como é bom.
 
Narrador 2: E o vendedor deitou castanhas e sal dentro do assador e pô-lo em cima do lume…Dali a pouco as castanhas estalavam… Tau! Tau! (som feito com tiro de pistola de brincar ou balões).
Maria Castanha- Ai, são tiros?
Narrador 2: Assustou-se a Maria Castanha, porque vinha de uma terra onde havia guerra.
Vendedor de castanhas - Não tenhas medo. São castanhas a estalar com o calor.
Narrador 2: Do assador subiu um fumozinho azul-claro a cheirar bem.
E azuis eram agora as castanhas assadas e muito quentes que o vendedor deu à Maria Castanha e aos seus amigos.
Maria Castanha - É bom é !
Vendedor de castanhas -Se me queres ajudar podes comer castanhas todos os dias. …Sabes fazer cartuchos de papel?
Narrador 2: A Maria Castanha não sabia mas aprendeu…
Narrador 1: Agora é ela quem enrola o papel de jornal para fazer os cartuchinhos onde o vendedor mete as castanhas que vende aos fregueses à porta do jardim.
 
 
 
(d.p. 07-11-2012) Adaptação feita por Cármen Reis.
Nota: Esta história poderá ser dramatizada com crianças ou mesmo com fantoches e marionetas. 

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Quadro com Feltro


Quadro   feito com Feltro





Materiais:


Tela
Tintas
Imagens de Feltro a gosto
Esponja
Pinceis
Cola





(d.p. 19-06-2012) Cármen Reis

terça-feira, 1 de maio de 2012

Dia da Mãe



Lembrança para o dia da Mãe

Materiais:

Papeis A4 de várias cores ( 4 moldes para fazer uma flor)
Páus de gelado ( 2 para cada flor)
Cartolina verde ( para fazer as duas folhas)
Cola
Tesoura











                  As Flores fechadas




                                                  Depois de prontas





 Molde

(d.p.03-04-2012) Cármen Reis.


Poema para o dia da Mãe

De ti nasci,
contigo aprendi
teu nome chamo
porque te amo!
Eu sou o teu amor
e já sei falar
à mais bela flor
eu venho amor dar!

O teu amor é maior que o sol
mais brilhante que as estrelas
mais claro que uma noite de luar
mais alegre que o arco-iris
é mais alto que o céu
é maior que o universo
e é mais valioso que todo o ouro
do mundo
de amor eu nasci
e contigo a amar aprendi!

(11-01-2012) Cármen Reis.

Canções para o dia da Mãe


Não há Mãe Melhor que a minha







Ó Mãe o querida Mãe






Nota: Como não é fácil colocar som e apresentações em Power Point no blog tive que fazer estes videos com a letra e a música, que poderão ser muito úteis para servir de base para a voz, que não terá necessáriamente que estar no mesmo tom da música gerando assim duas vozes,  a da flauta mais aguda e a da voz que não necessita ser igual à flauta...os autores das letras são desconhecidos e a música foi adaptada por mim.

(d.p. 28-04-2012) Cármen Reis.

Canção para o dia da Mãe

Canção para  o dia da  Mãe


Mãe obrigada pelo amor,
Eu te agradeço neste dia
Todos os mimos que me dás,
Com ternura e alegria.
Refrão:
Hoje eu digo a toda a gente,
Que és o melhor que o mundo tem.
Quando me abraças sou feliz
Porque me amas,
E eu te amo querida mãe.

Quem deu a papa ao bebé?
Quem foi que limpou o rabinho?
Quem chorou lágrimas de amor?
Foi a mãe, com o seu carinho.





Nota: Esta letra é de autor desconhecido, foi retirada do livro " Uma canção por semana",   e foi adaptada por mim, sendo da minha autoria a voz da flauta, que poderá ser uma segunda voz vocal. Temos  nos videos a  primeira voz  e  a segunda voz da flauta ...
(d.p. 24-04-2012) Cármen Reis.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Trabalhos em Feltro


Porta Documentos


Materiais:

Feltro:
 Azul escuro,  azul claro, branco e castanho.
Linhas:
Azul claro e cor de laranja ( linhas de crochet)
Cola para tecido
Tira dupla face branca
Olhinhos
Tesoura para tecido
Agulhas


 A capa



Interior




Visualizando os dois tons de azul



Nota: Este foi o  primeiro porta documentos que fiz.

domingo, 25 de março de 2012

Lembranças para a Páscoa

Alguns exemplos de lembranças para a páscoa

Ovos de esferovite



Materiais:

Ovo de esferovite
Guardanapos amarelo, Cor-de-laranja, c/ imagens de páscoa
Cola para a técnica do guardanapo
Tinta dourada
Tesoura
Pinceis para tinta e cola






Materiais:
Ovo de esferovite
Guardanapos amarelo e  c/ imagens de páscoa
Cola para a técnica do guardanapo
Tinta dourada
Tesoura
Pinceis para tinta e cola
Tinta dourada de relevo para contornos 

Nota: Caso pretenta este aspeto no interior (bolinhas do esferovite visiveis) seque por breves instantes o ovo acabado de pintar (perto da lareira), se não pretenter deixe-o secar naturalmente.



Coelho de Cartolina

Materiais:

Cartolina
Lápis para fazer molde
Tesoura
Canetas de pintar
Fita para o laço



O Molde do coelho





Ovos decorados


Materiais:

Ovos
Agulha (para retirar ovo fazendo um pequeno buraco)
Guaches  para pintar o ovo  do coelho, olhos, nariz e boca.
Lã para cabelo do menino
Cartolina para as orelhas
Cola para colar lã e orelhas





sábado, 10 de março de 2012

Canção para o dia do Pai

O Papá é o meu herói






O Papá é o meu herói

É o meu  amigo do coração
Brinca comigo e ajuda-me a crescer
Ao que ele me diz eu presto atenção(bis)

Dá-me um beijinho ao acordar
Ai que bem sabe assim crescer
Ansioso eu estou pela hora dele chegar
Pr `a coisas bonitas poder aprender(bis)

Ele vem cansado  pr`a jantar
Conta as aventuras do dia passado
O soninho  chega e os dentes vou lavar
Feliz e contente vou dormir descansado(bis)



(d.p.10-03-2012) Cármen Reis.

Nota: A música é "O nosso galo é bom cantor", adaptada à letra, as segundas frases do (bis) retardam ligeiramente ao cantar o ritmo e canta-se piano . Letra fruto de recolhas antigas na internet, cujo autor era desconhecido.
(cit. imagem dehttp://www.promocoestodentro.com.br/?pg=12&id_busca=4805&tag=promocao-pai-heroi' ).

quinta-feira, 1 de março de 2012

Lembrança para o dia do Pai.

Dia do Pai

                                                                   

Materiais:
Cartão
Folhas brancas
Tresoura com ondas
Tesoura/ X-ato
Tintas
Purpurinas
Cola
Lengalenga ou poema para o Pai
Frase para o Pai dita pela criança
Imagem pai (Feliz dia do Pai)

A Lengalenga:
Sou Pequenino (a)
         do tamanho de um botão
     Tenho o Papá no bolso
    e a Mamã no coração
O bolso rasgou-se
         e o Papá  caiu ao Chão
     peguei-o com jeitinho
 e pu-lo no coração.




                                                                    (d.p.13-02-2012) Cármen Reis.

Nota: Fácil e barato. A lengalenga é popular.


Canção Dia do Pai



O Pai

Vou Cantar a canção
mais linda que eu senti
ao meu querido paizinho
para o ver sorrir.


Quando falo, quando rio
quando sigo o meu caminho
vejo os olhos do meu pai
cheios de carinho.


Refrão:
Hoje é dia do pai,
querido pai do coração,
vou te dar um presentinho
com muito carinho.



(d.p.24-02-2012) Cármen Reis.

Nota: Fruto da adaptação de recolhas de letra e música, a letra é uma adaptação feita a uma letra  encontrada há uns anos  na internet e a música é uma adaptação feita à música   " O Balão do João". Esta não é a música" o balão do João, mas derivada desta com algumas alterações, mais tarde poderei colocar neste blog a letra e música popular.


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Vou ao Circo

Vou ao Circo



Olha o circo,
Vem ao circo,
A função vai começar.
Três palhaços, engraçados,
Bem depressa vão chegar.

O primeiro é o Dadá,
o segundo é o Dedé,
o treceiro é o Didi.

Parara - tchim-pum!
Parara - tchim-pum!




( d.p. 10-02-2012) Cármen Reis.
Nota: Esta música já é mais  rápida para a iniciação e tem  bastantes notas, mas são simples com treino tudo se consegue, comece devagar e com o tempo aumente o ritmo ( Dó, ré, mi,fá,sol,lá, si, dó e ré).


(cit. imagem "cantinhoencantado.blogs.sapo.pt" e letra "XI O meu dia-a-dia Vamos cantar...com Música a acompanhar).